Saga de um solitário trovador - Parte V

Acharam que eu nunca mais fosse postar sobre a saga, né? É que ela depende de algumas variáveis para ser escrita, mas não se preocupem, em breve teremos mais. Espero que gostem.

Saga de um solitário trovador - Parte V

Um momento de sinceridade
Causou grande felicidade
Uma dor extirpou
Sim, ela acabou!

Ficou tudo consertado
Muito bem acertado
E devagar retornou
A velha amizade voltou!

Os velhos sorrisos
Anteriormente contidos
De volta estavam
Novamente brilhavam

Ele queria que o tempo parasse
Nunca mais continuasse
Parece que assim vai ser
Enquanto durar o viver

Todavia, em estranho momento
Pôs-se em intenso tormento
O que com ela está havendo?
Que raios está acontecendo?

Os sorrisos cessaram
Os risos acabaram
A voz emudeceu
Seu entusiasmo arrefeceu

O brilho dos olhos acabou
E ela se fechou...
Não sabia o que aconteceria
Não sabia o que faria

E fica o trovador só
O trovador de volta ao pó
Aqui apenas a pensar
Sobre ela teorizar...

O que acharam? Comentem! õ/

2 comentários:

Patrícia disse... / 12 de julho de 2010 18:06  

Bem bem bem...
Não imagina quão grande foi minha felicidade ao ver que o foco do "solitário trovador" mudou :D
mas... grandes, meigos e doces sorrisos são bons agora... espero que para sempre, mas se não for... o próximo, e em breve, será :D

;* maninhuu

ps.: olhos de cigana obliqua e dissimulada entorpecendo o eu-lirico

Mateus Spessotto disse... / 13 de julho de 2010 18:02  

Cara, apesar de ser triste, curti bastante, o ruim é ter que chegar nessas circunstancias pra escrever sobre isso >< Mas muito legal cara, como sempre ;D