Seu bem, o meu

Eae pessoal, como é que vocês estão? Bom, o post de hoje é um poema que fala de um eu-lírico que só se sente satisfeito quando o que ele mais preza, sua amada, está bem. Leiam e depois comentem! Boa leitura :D


Seu Bem, O Meu

A sua luz faz brilhar tanto o meu caminho
Que já não consigo mais me perder
O seu brilho não me faz mais ficar sozinho
Faz-me para sempre querer te pertencer

E por ser seu, eu também sinto a sua dor
Como dói esse aperto no meu coração
Por que é que está a sofrer meu amor?
Dá um sorriso pra eu sentir sua contentação

Diz o que é que está acontecendo
Para a gente poder isso corrigir
E continuar a vida como antes, feliz sendo

Pois eu não vou poder sorrir
Enquanto a razão do meu coração estar batendo
Não puder a felicidade sentir

O que acharam? Comentem! o/

4 comentários:

João Alcim disse... / 18 de março de 2010 16:14  

Caraca, Mat! É um soneto de versos livres! Paguei pau. Ficou fera demais. Queria escrever assim >.<

amanda disse... / 18 de março de 2010 16:17  

ai amor, a cada dia você fica melhor! *-*
pena que os meus não são tão bons quanto os seus ;/
beijinhos lindo! (;

Mateus Spessotto disse... / 18 de março de 2010 16:22  

aah, valeu cara, mas eu tenho ctz que vc consegue fazer melhor ><
HSAUHASUHASUUHSA
aaaah, brigado linda *-*
e realmente não são tão bons, são melhores :D
bejao linda ;)

Bella disse... / 18 de março de 2010 16:30  

esse matt é um poeta , que orgulho haha ^^