Saga de um solitário trovador - Parte III

Olá, caros leitores.
Hoje é segunda e isso significa que tem post meu aqui no Escritos Digitais. E é mais um da série. Eu espero que gostem.

Saga de um solitário trovador - Parte III

Foi em uma segunda plena
Foi tudo em sala de cinema
Ambiente mui bem climatizado
Por sua dor não era atormentado

Assistindo a um filme qualquer
Acompanhado de bela mulher
Aquela muito harmoniosa
De nome de pedra preciosa

O filme ficava em segundo plano
Aquele era o melhor dia do ano
Entre sussuros conversavam
Porém, a ninguém atrapalhavam

E em um momento bem escolhido
Com um comentário bem dirigido
Conseguiu dela o beijo desejado
Beijo há muito esperado

De repente, tudo a girar
Estranha música a tocar
Tudo ficou muito tristonho
Porque tudo não passou de um sonho!

E aí, o que acharam? O quer era a estranha música a tocar? Comentem!

2 comentários:

Mateus Spessotto disse... / 29 de março de 2010 15:31  

Nooossa cara, pensie que finalmente tinha ido, que dó :/
Fico muito legal cara, parabéns :D

Patrícia disse... / 29 de março de 2010 18:31  

as vezes é melhor tudo não passar de um sonho, pois assim você guarda apenas as boas lembranças ... quando acorda; coisas ruins você deixa para os raros pesadelos

T.T

+D sua sala de cinema me faz lembrar que pode ser muitas vezes a própria vida... que deixamos passar em conta de uma presença que nos remete toda atenção... =P mas quando ela realmente faz por merecer ... há concilio entre o filme e a pessoa para nós preciosa

o ruim é quando o sonho esta bom... e simplesmente despertamos com um celular tocandooo e tocandoo =S... pois bem... :D meu sonho pode se tornar realidade... esta na hora de ir para o colégio ^^ gogo ManInHo >.< ainda acredito que tornaremos nossos sonhos em realidade :D