Anjo

Quem acertar onde eu fiz o poema de hoje ganha um...








Parabéns!
xD
Espero que gostem!

Anjo

Ó doce anjo, terno e gentil
Gentil anjo de olhos de luz
Luz vibrante que logo me seduz
Seduz em sua luz primaveril

Com olhos de Capitolina
Capitolina pois são como ressaca
De ressaca pois me capta
Capta, arrasta e prende

Anjo, voe apenas em meu céu
Meu céu porque não o quero longe
Longe? Por que vais embora?
Por que me abandonas nessa hora?

Tenebrosa hora
É a hora sem meu anjo
Anjo cuja luz primaveril
Meu peito necessita, pede e implora!

O que acharam?

3 comentários:

Déborah disse... / 26 de outubro de 2009 14:39  

Muuito bom jão! Cada vez melhor :D

Mateus Spessotto disse... / 29 de outubro de 2009 14:27  

massa pacas cara, bem profundo e tbm por lembrar da Capitu com 'olhos de ressaca', cada vez melhor vei, tah de parabens :D

Lari Maciel disse... / 31 de outubro de 2009 14:30  

vc fez na aula neh hsuhsa
adorei jão *_*