A Sua Arte

Eae pessoas, como vão? O poema de hoje fala do eu-lírico que ve o amor em forma de uma pintura, espero que gostem :D Depois é só comentarem!!!


A Sua Arte

Pinta de branco a formosa Lua
E respinga o que sobrou no céu
Fazendo as estrelas que iluminam a rua
E pincela em seu lábios o mel
Pra quem nunca te viu, a única cor é a preta
Quem te ve passar, vê o vermelho, o alaranjado
O amarelo, o verde, o azul, o anil e o violeta
E quando se vai o arco-íris, fico todo angustiado
Até que você volta e chega perto de mim
Sinto o gosto do seu beijo adocicado
Começa a corar minhas bochechas num tom carmesim
E assina o seu nome no meu coração apaixonado

Curtiram ou não? Comentem! o/

1 comentários:

João Alcim disse... / 6 de maio de 2010 19:17  

Não sei o que me tráz mais referência de arte. Se o poema em si ou a imagem que ele provoca. Parabéns, Mat! õ/