Dependência

Fala leitores, o post de de hoje, como o nome diz, vai fala da dependência que a amada causa no eu-lírico... Espero que gostem :D


Dependência

Eu não consigo mais tirar
Os meus olhos do seu olhar
Não sei mais dizer se eu era assim
Nem onde meu amor começa nem onde está seu fim

Porque você tanto a mim se fundiu
Que já não sei mais dizer quem é quem
Ao meu corpo e mente você se uniu
De modo que já não posso viver sem

O seu toque tão suave
Sua palavra tão sussurada
Faz com que minha fala trave
E me relaxa com sua boca adocicada

Não consigo controlar
Essa vontade de te sentir
Te abraço não querendo te soltar
Te beijo sem querer me depedir

Eu não sei ao certo como detalhar
O toque dos seus dedos, o gosto do seu beijo
Esse ardor inflamável no meu peito só pode revelar
Como cada parte de você eu almejo

O que acharam? Comentem o/

3 comentários:

João Alcim disse... / 27 de maio de 2010 13:32  

Oh my God! Vou postar primeiro! õ/
Brinks, Mat.
Poema fera. Tá xonado hein... ^^

Mateus Spessotto disse... / 27 de maio de 2010 14:00  

HASIDUHSDAUIHSADASDUIH
valeu cara :D

Bella disse... / 27 de maio de 2010 17:47  

poooooooxa >< nao fui a primeira SAKOPSPOKAOPSKAOPSKOPA S
te amo amor !