Sentido Anti-horário

Fala galera! Tudo bom? Bom, nao preciso nem fala né? Mais uma semana, mais um post, e o poema de hoje se chama "Sentido Anti-horário" faz um certo tempo que já escrevi, mas achei que vocês poderiam gostar :D

Sentido Anti-horário

O relógio gira, está rápido a girar
Mas com você ele gira devagar
Ele quase não gira, gira lentamente
Porque o dia todo não é o suficiente

Com você não existe a solidão
Nem existe a inimizade
Só existe coisa boa para o coração
Só existe amor de verdade

O relógio, em sentido anti-horário
Mostra que você me volta ao passado
Com você não me preocupo com o calendário
Porque passado, presente ou futuro, tudo será aproveitado

O mundo então girou
Mas o dia não passou
Ficou parado, tudo no mesmo lugar
Como se o mundo estivesse por acabar

O relógio existia em vão
Meu coração então inflama
E faz dele emergir apenas a paixão
E me faz perceber que é só a você que ele ama

O relógio não está mesmo parado
Mas você sempre me prova o contrário
Me faz do mundo ficar desligado
Relógio quebrado, andando no mesmo sentido anti-horário

Eae, o que acharam? Comentem ae! o/

3 comentários:

João Alcim disse... / 24 de setembro de 2009 13:59  

Cara!!! Curti pacas o poema. Fera pra caramba.

Lari Maciel disse... / 24 de setembro de 2009 14:03  

amei! virei sua fã (ainda mais :D)

mateus disse... / 25 de setembro de 2009 14:09  

Ah, brigado ai pessoal ><"
hsauhsauhsaushauashuash
brigado lari *__*