Titanic

Boas novas, caros leitores!
O Escritos Digitais vai crescer! Descobri um amigo que também faz poemas com frequência e o chamei para postar aqui no blog. Ele sempre postará às quintas-feiras. Espero que gostem do trabalho de Mateus Spessotto. ^^
Bom... Eu continuarei nas segundas-feiras e o poema de hoje, como o título do post diz, se refere ao filme Titanic. Devo confessar que quase assinei como Jack.
Espero que gostem.

Titanic

Lânguida sob a luz pálida
Sobre o sofá estirada
Doces olhos negros observavam
Àquele que seu corpo, nu,
Numa folha desenhava

Pendente em seu pescoço
Belo colar de pedra azul
Com os negros cabelos
Belo jogo de luz tinha
Era o Coração do Oceano

Mãos iam e voltavam
Rápidas sobre o papel
Linhas e formas
Aos poucos apareciam...
Era eu que a desenhava

Bom... Espero que tenha gostado.
Comentem! õ/

3 comentários:

Lari disse... / 17 de agosto de 2009 15:51  

vc não me engana...
tava é olhando ela pelada e_e

zuera :D o poema tah bonito ~

Déborah disse... / 17 de agosto de 2009 16:42  

tava é olhando ela pelada e_e (2)
OAKSOAKSOKS

adorei o poema jão (:

bella disse... / 30 de agosto de 2009 16:52  

Ótimo poema João,mas todo mundo percebeu as segundas intenções!!

brinks,tah!!Poema perfeito!!
Bjos