Tédio

Eae pessoal, como passaram essas semanas? Não deu pra postar semana passada porque o Natal em família foi aqui em casa, ai teve que fazer um monte de coisas e atrapalhou tudo... hsauhsauhsa... Bem, essa semana continua com uma poesia meio diferenciada, vai fala sobre o tédio [ juuuura??? ¬¬" ], e mesmo nao sendo daquele estilo amoroso, eu espero que vocês gostem galera, afinal, é o último post do ano pra fecha esse ano de 2009... Todos nós daqui do Escritos agradecemos a vocês que sempre estiveram aqui com a gente, obrigado. Mas sem mais enrolação... o poema :D



Tédio

Sentado, perco-me em meus pensamentos
Pensamentos bobos de mentes desocupadas
Fazendo crescer mais fortes alguns ressentimentos
Pois de mim as pessoas talvez não estejam lembradas
Um sentimento enfim, o ódio faz-se crescer
Um ser mergulhado em olhos de raiva era o que se via
Porque o pior de um bocejo nao é a falta do que fazer
É o fato de que faz lembrar que ninguém quis a sua compania
A menina que está com o namorado está beijando
Sorri o menino que foi brincar com o amigo do prédio
Gargalha a amiga da outra que nao viu buraco, acabou tropeçando
E eu bocejo, deprimido, sofrendo sozinho de tédio

E entããão? O que acharam? Comentem õ/
Nós desejamos um próspero ano novo a todos
Que 2010 seja um ano maravilhoso para todos nós...
Boas festas, e até ano que vem! ô///

4 comentários:

João Alcim disse... / 30 de dezembro de 2009 21:27  

Paguei pau. A menina se machucou?

Mateus Spessotto disse... / 30 de dezembro de 2009 21:29  

valeu :D
HASUHASUHASUHASUHSAUAS
olha, eu nao sei hein...
mas com ctz a otra deve ter demorado pra pedi ajuda, soh fico rindo xD
hasuahsusahuahsuahsuahsa

Déborah disse... / 31 de dezembro de 2009 09:48  
Este comentário foi removido pelo autor.
Lari Maciel disse... / 2 de janeiro de 2010 11:05  

heuheue nossa, o tédio tava tenso hein ^^